domingo, 13 de maio de 2012

Solargrafia nos Açores - projecto alternativo

Direitos Reservados @Diego


Dentro em breve, pelos Açores, serão espalhadas e escondidas 5 latas contendo no seu interior papel fotográfico.

Até ao final de 2012 ficarão viradas para Sul, captando, à maneira dos Print-Out-Paper, o movimento aparente do sol, bem como da paisagem envolvente.

É um processo simples, que conjuga o fenómeno da criação da imagem através do estenopo, com a redução directa dos sais de prata pela acção, saturada, dos raios ultravioletas.

Desta forma surgem, sem necessidade de reveladores, imagens no papel colocado no seu interior, que, sendo digitalizados ( a fixação torna-se inconveniente porque ocorre uma lavagem de sais de prata não completamente reduzidos e torna a imagem muito clara) permitem a visualização de imagens interessantes, como a da fotografia desta postagem.

Outro fenómeno estranho é que os sais de prata, quando expostos desta forma, criam imagens coloridas, que, mais uma vez, são anuladas, quando sujeitos à acção da solução de Tiossulfato de Sódio.

Obtemos assim imagens coloridas em papeis fotográficos Preto e Branco, recriando os primeiros passos que desde 1800 se fizeram na tentativa de se obter fotografias a cores.

A Solargrafia é assim uma forma de entendermos conceitos tão dispares como:

O Estenopo
O material sensivel
Os papeis POP e DOP
O revelador
O fixador
A questão da fotografia colorida
A Câmara escura

Fazendo desta forma um passeio pela história da fotografia.

Este projecto vai ser inserido numa iniciativa internacional que decorre sob égide de conceituado fotografo alternativo que amavelmente nos convidou a participar.

Localmente vou dinamizá-lo com auxilio do Laboratório Experimental que está a ser instalado no Clube de Oficiais da Base Aérea n.º 4, recorrendo à ajuda dos pequenos-grandes fotógrafos, que assim irão mostrar ao mundo a sua visão do seu espaço, através de uma fotografia que em vez dos normais 1/125 segundos vai demorar 15.552.000 de segundos, obtendo imagem e tempo numa pequena lata.

Para mais informações consultem o site:

http://timeinacan.org





Enviar um comentário