terça-feira, 8 de maio de 2012

A Obra





 

Começarás por criar o Nada,

Abrirás depois uma porta
entre o dentro e o fora.

Apenas uma singularidade.

Por ela o dentro comunicará
com o fora e o fora com o dentro.
deixará então
de ser nada,

Criaste o Útero
Fértil ficará com a Lua.

Deixa entrar o Ouro.

Terás então unido o activo
com passivo.

A obra está agora concebida.

Gestará com o básico
Passarás pelo ácido

Lavarás com o sal

Se preserveraste, terminaste
a tua Obra.

E assim se explica a via fotografica.

Gustavo Urbano, MM
Enviar um comentário