sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

A outra Árvore de que ninguém fala....

Quando o Grande Arquitecto fez o Universo terá, segundo algumas Tradições, plantado no Centro do Paraíso Terrestre duas árvores.

A História de uma delas é conhecida por todos, como a qual em que Eva, manietada pela Serpente, roubou uma maça para tentar Adão. E deu no que deu...um mundo de Homens e Mulheres donos do seu próprio Destino...

A outra exige mais conhecimentos Bíblicos para nos apercebermos da sua existência. Encontra-se ainda guardada por Querubins com suas espadas flamejantes, que nos impedem de nos tornarmos imortais....


No entanto...no terreno fértil do Paraíso ( sim porque os paraísos decerto que terão a terra mais fértil e fofinha do Universo e é pena não ter sido espalhada por todos os continentes), nasceu, lá ao cantinho...mesmo ao pé da cerca, onde os Querubins não conseguem espreitar....uma pequena árvore de fruto.

E os frutos, nascendo frondosos naquela terra, têm uma ramada, por onde, qualquer um de nós, com um pequeno banco, consegue apanha-los.

Basta querer.



E que Árvore é essa? Dá Riquezas Infinitas? Beleza Perfeita ? Juventude Eterna?



Não....é apenas um pequeno Limoeiro. Igual a tantos outros.


O frutos esses, são conhecidos apenas por tornarem todos os Homens e Mulheres que os partilham irmãos e verdadeiros amigos uns dos outros, para que assim, unidos fraternalmente, possam usar toda a sua Sabedoria e Imortalidade em prol da Humanidade.



Sabem uma coisa?

Hoje de manhã ofereceram-me um saco cheio deles.....Estavam fresquinhos, acabados de apanhar.
E com eles fiz um chá com mel.


Se por acaso passarem pelo Paraíso, não se esqueçam que essa é a Árvore mais importante e que o Grande Arquitecto, de propósito, deixou crescer uma ramada para que qualquer criança a possa alcançar.

E acredito que um dia, quando todos tivermos provado desses limões... os Querubins sairão da árvore que hoje guardam. 

E deixará de haver cercas no Paraíso e seremos como os Deuses.
Enviar um comentário