sexta-feira, 26 de março de 2010

Aprender é viver.

Por vezes paramos para pensar. Especialmente quando estamos cheios de certezas.
Ter certezas é desistir de pensar. Não é, de todo, sinónimo de douta sapiência.

Ao Homem, enquanto não descobrir em si a razão última da sua existência, ( se é que existe razão para a sua existência que ultrapasse o próprio facto de existir /e mesmo quando tal aconteça/), e enquanto não se quiser deixar morrer, cabe-lhe questionar, pensar, aprender, duvidar...

O Homem que se surpreende com as coisas simples é feliz.


Foto: Carmo Isabel

Pequeno grupo que se deixou convencer a participar num workshop de fotografia pinhole em Beja, num dia em que saímos à rua para fotografar com as máquinas que construímos. Depois da Páscoa vamos revelar os resultados.


Enviar um comentário