sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Mosteiro de Pitões da Júnias


Lá para as bandas de Pitões das Júnias, existe um mosteiro muito, mas mesmo muito antigo.

Chega-se até lá por um velho caminho, em rocha, escarpado.

Diz-se que antes de Portugal o ser, já lá andavam uns frades...

Pensei que fosse o ermo mais escondido do país, propicio à reflexão e contemplação, mas quando estava, mesmo a chegar ouço:

"Olha um gajo de Grândola".

Aprendi nesse dia que por muito que uma pessoa se retire, se afaste do tempo, e se aproxime do Infinito, há sempre alguém que nos alerta para o facto de pertencermos a este mundo.




















Fotos Pedro Horta
Estenopeicas ( F210) sobre filme Asa 200
Enviar um comentário