sábado, 2 de agosto de 2008

Feitiço de Évora

Já por duas vezes tentei apanhar o comboio Beja-Évora para a ir fotografar, com calma. Por duas vezes a locomotiva avariou-se e a coisa ficou sem efeito. Consegui no entanto tirar duas fotografias, enquanto esperava, sentado, numa esplanada de Évora, num dia que lá fui fazer não sei o quê... Duas pequenas fotos, como que a tentar quebrar o feitiço de não a conseguir guardar na minha pequena caixa de cartão.
Em breve voltarei. Com calma e tempo. Porque em Évora o tempo é diferente. Porque Évora sabe esconder-se.
Enviar um comentário