terça-feira, 12 de agosto de 2008

Cruz da Ordem

Esta fotografia foi tirada numa viagem entre Beja e Vila e Real de Santo António. Por vezes apetece parar e descansar um pouco, junto a uma sombra.
São assim os caminhos. Feitos devagar, à nossa medida. De nada vale a pena apressar o passo.
Em boa verdade, à medida que vou amadurecendo ( ou apodrecendo?) vou compreendendo que a chegada não tem sentido. ela não é mais do que uma coroação do sucesso da viagem.
Durante a nossa senda, vamos aprendendo, descobrindo...
Não foi por acaso, que num ermo, lá estava a velha cruz da Ordem.
Enviar um comentário