terça-feira, 6 de outubro de 2015

O Olho de Nautilus - Projecto Educativo




A convite do Museu de Angra do Heroísmo, (excelente exemplo de como e porque é que um Museu não deve ser bafiento e repleto de coisas mortas e antigas), irei dinamizar, gratuitamente, mais um workshop de fotografia pinhole.

Mas como o Homem vai crescendo e incorporando em si parte do que o envolve, assim também este projecto recebeu uma nova abordagem da qual nunca tinha pensado.


Esta é a magia da partilha e a certeza de que, quando oferecemos recebemos sempre mais em troca do que pedíssemos.


Assim, daqui em diante e doravante para todo o sempre, os workshops de fotografia pinhole terão (excepto quando a coisa evoluir com futuras aprendizagens), como tema e titulo: 



O Olho de Nautilus - Projecto Educativo.


O Olho de Nautilus porquê? Porque é o fóssil vivo cujo olho é desprovido de íris, cristalino (e outras coisas que se assemelham mais a máquinas fotográficas "normais" com lentes), recorrendo apenas a um furo para ver.



Desta forma, construir máquina pinhole, é recriar o olho do Nautilus e perceber como vê.

Projecto Educativo? - Sim, pretende-se ensinar fotografia ( sensibilidade, abertura, distancia focal, revelador, fixador, tempo, etc) através da comparação entre estas duas realidades e aprofundar os conceitos com a construção e restante prática laboratorial.

Assim, dia 24 de Outubro de 2015, pelas 14h00 lá estaremos no museu de Angra do Heroísmo:



Iniciaremos com visita à exposição " Visões: O Interior do Olho Humano", de seguida conheceremos o Nautilus, o seu olho, percorreremos rapidamente a história da fotografia e partiremos à construção de olhos de Nautilus, fotografia ao ar-livre e revelação das fotografias num laboratório construído com tudo o que temos em casa, desde lâmpadas de segurança baratas, revelador à base de vitamina-C e outros improvisos e imprevistos destas coisas.



mais informações em: http://museu-angra.azores.gov.pt/agenda/2015/agendaMHA-10-2015.pdf



Partiremos à descoberta de uma das mais simples formas de observar e fotografar o mundo e na bagagem apenas levaremos o que os outros deitam fora.




Enviar um comentário