segunda-feira, 2 de dezembro de 2013




Andei na Escola Primária e só pagava os livros escolares mas havia meninos e meninas que não os pagavam...chamava-se a isso Ensino Gratuito.

Andei no Ciclo e no Liceu e só pagava os livros escolares mas havia meninos e meninas que não os pagavam...chamava-se a isso Ensino Gratuito.

Andei na Universidade e só pagava os manuais escolares, e como não podia pagar alojamento, era-me oferecido e recebia uma pequena bolsa....chamava-se a isso Ensino Gratuito.



Mais tarde aprendi que há funções e serviços que não dão lucro e nem podem dar...mas que, por serem de natureza essencial são assegurados pela Sociedade....Educação, Defesa, Segurança, Saúde....

Pelo que, compreendi nessa altura porque é que só pagava os livros (e mesmo assim, não cabe aqui conversa mais alongada sobre o negócio dos manuais escolares, relação preço produção/venda, qualidade, volume, etc, etc, etc....)....



No entanto, de há uns tempos para cá a minha filha chega a casa e diz:

Pai....a professora diz que não há dinheiro para os marcadores para escrever no quadro, por isso cada menino deve trazer o seu de casa...

Pai....a professora diz que o plano de leitura obriga a que cada aluno leia uma obra por período... mas não há dinheiro para as fotocópias....todos os meninos têm que dar 30 cêntimos....

Pai...tens que mandar uma resma para a escola que não há folhas....


Felizmente, para mim, os marcadores e trinta cêntimos não me tiram o pão da mesa...mas tira-me a paciência para continuar a assistir aos passos de gigante do fim do Ensino Gratuito e Universal....


.



Enviar um comentário