sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Açores visto por um buraco de agulha...

A coisa começa a mexer.

Inserido no projecto mundial Time in a Can, lancei o desafio a algumas pessoas e entidades da Ilha Terceira, e do restante Arquipélago, de se fotografar, os Açores, com a técnica pinhole, obtendo as chamadas solargrafias.

Recordando: Pinhole é a técnica fotográfica mais simples, que permite fotografar com simples latas furadas com um buraco do tamanha do um alfinete. Solargrafia é uma técnica pinhole que permite obter uma fotografia que regista o movimento do sol durante meses ( podendo contudo ser de apenas um dia).

Trata-se de um projecto inovador, quer a nivel mundial ( tinha sido apenas feito uma vez no ambito de um doutoramento pela Tarja), mas completamente pioneiro nos Açores.

Neste momento todas as câmaras estão distribuídas e espalhadas pelos Açores, já estando a registar as imagens que depois serão digitalizadas em alta resolução e divulgadas. 

Serão imagens unicas, irrepetiveis e que darão uma visão das paisagens Açorianas totalmente diferentes daquelas que registamos com as máquinas convencionais, pois a par da fotografia normal teremos em fundo o movimento do Sol gravado durante 4 meses, até ao dia do Solsticio de Inverno.

Agradeço em especial:

Ao Prof Rogério da Academia da Juventude da Praia da Vitória
À Academia da Juventude da Praia da Vitória
À Associação Cultural Burra de Milho da Ilha Terceira
Ao Centro Cultural de Angra do Heroismo
e aos amigos do Prof. Rogério que foram na conversa.

Deixo assim, a imagem de uma das máquinas, em pleno registo solargráfico dos Açores.

Não é preciso dinheiro para se fazer coisas com piada. É preciso é haver vontade por parte das boas pessoas! 

Câmara Pinhole - Centro Cultural de Angra do Heroismo



Enviar um comentário