quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

O meu tempo

Solargraphy/Solargrafia em papel Agfa

Da minha varanda vejo todo um mundo lá fora

...o Sol que volta sempre por caminhos diferentes,
...as acácias que ao vento que se anunciam como borrões de prata,
...o velho carro que ali jaz,

Nada disto veria com o meu tempo, foi preciso esperar.


Habituados que estamos à nossa medida, tornam-nos cegos para o que está acima ou abaixo.

Enviar um comentário