segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Ainda cá ando

Tenho andado por outros lados e pouco tenho ligado a este pequeno espaço onde tudo começou.

Hoje perco-me à noite pelos livros do inicio do século passado ( e outros mais velhos ainda) procurando extrair aqui e ali processos fotográficos antigos.

Hoje rio-me quando penso que tudo começou com uma simples lata de feijão que furei para fotografar o meu escritório.

Hoje descubro que posso fotografar com um ovo, com sal, gelatina, formol, sulfato de cobre, chocolate, café...

Hoje relembro-me que no mundo tudo se resume a pequenos principios universais e transversais a todo o mundo sensivel.


Hoje último os pormenores da próxima acção que vou dinamizar sobre a fotografia.

Por isso não vou ter tempo para aqui estar, mais tempo. Voltarei em breve....
Entretanto esboço um sorriso ao ler um livro de 1919 que afirma que só o tempo mostrará as possibilidades da fotografia.

Se eles soubessem que já estava tudo descoberto....



Tudo se resume a Luz, Tempo e Sensibilidade. Tudo. 

É isso que vou dizer...apareçam.



Enviar um comentário