quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

o caso dos amigos desaparecidos


Santo André, Escola Primária, 1985

onde andam vocês?

O Gustavo Martins Silva, o grande amigo de infância que foi para a Portela e nunca mais soube nada dele?
A Filomena e a sua altura descomunal para a idade ou para a classe em que se encontrava?
O Rui que depois soube que foi campeão nacional de patinagem e Mister Portugal?
A Eunice, a Sá, a Carla, a Adélia, a Soraia Miriam ( que queria ser secretária como a mãe e era redactora do nosso Jornal Guarda-Chuva, juntamente com a minha irmã e outros putos do bairro dos Serrotes?).
A Maria João Pataca?
O Jorge do Bairro da Petrogal?
O Tó?
O Luis Quinta(s), filho do professor de Judo que me iniciou no grau amarelo, e que deve ter tido mais namoradas no ciclo do que eu na vida toda?
O André que desenhava bem?
O reguila do Bruno que um dia foi para o Barreiro?
O António da Quinta ao pé do Bairro do Horizonte, que batia as palmas para se fazer anunciar quando, raramente, ia ter à nossa casa?

Onde estão as nossas bicicletas? As nossas brincadeiras até de noite?
As nossas birras? Os nossos segredos?

Apareçam. Não gosto de não ter amigos.
Enviar um comentário