segunda-feira, 7 de julho de 2008

Mestre Manuel Cabanas


O Mestre Manuel Cabanas foi um Homem impressionante.
Para além da sua actividade politica e civica, que lhe mereceram aliás a Comenda da liberdade, foi um Xilografo.
Esta imagem, que faz parte do meu pequeno espólio de obras por ele autografadas, nada mais é do que a impressão de um carimbo.
Numa placa de madeira, o velho mestre recortava linhas e traços em negativo, que depois, quando impregnadas de tinta, carimbava nas folhas de papel imagens extraordinárias.
Tive a sorte de com ele privar.
Numa altura que não tinha noção de partilhar a mesa com um Comendador. Via nele um velho Homem, integro, afável, que recebia no seu velho museu um jovem de 15 anos, que não percebia nada de nada.
Tratava-me por primo. Porque uma prima dele que lá trabalhava disse " Mestre: o Hortinha também é nosso primo".
Talvez por isso ( pensava eu na altura) me tenha oferecido algumas gravuras por ele assinadas, com a data da sua criação.
O Marques de Pombal foi assinado em 1995, ano da sua morte.
Guardo no meu escritório um quadro assinado por ele no dia do seu último aniversário.
Guardo o afectuoso abraço da sua dedicatória...
Talvez tenha sido ele quem me fez apaixonar por estas coisas das fotografias com métodos, alternativos.
Quanto a certezas...
Foi um Mestre, em todos os sentidos...Afinal não era primo, era mais do que isso.
Enviar um comentário